terça-feira, 31 de agosto de 2010

Lisboa

                              Largo de S.Tomé. Interessante a largura das águas furtadas do prédio.

1 comentário:

Agostinho Teixeira Verde disse...

Com o S.Tomé é ver para crer!