quarta-feira, 4 de agosto de 2010

espicaçar a memória

A memória por vezes tem quer ser espicaçada e, no caso foi um post. do Virgílio, pela sua passagem pela linha de Sintra. Nos anos 70, morei em Belas e cheguei a ser tesoureiro do C.D. de Belas. Bons tempos aqueles, grandes farras, saudades do grande mentor do clube, Carlos da praça, das noites de segunda feira na sede do clube onde se reunia a direcção , ao mesmo tempo num café próximo reunia a direcção anterior para cascar na que estava em funções, nas reuniões com o conselho fiscal, nas exigências dos juniores quando foram apurados para o nacional, queriam fiambre e queijo flamengo em vez dos torresmos e queijo de barra no suplemento. Por essa altura fomos a Alvalade e eu pedi a todos os santinhos para que os tipos perdessem para acabar com as “exigências” e não é que levaram 5 a 2?! O que quer dizer que as rodas de torresmos continuaram nas sandochas acompanhadas com o queijinho de barra. Nessa época tínhamos um contrato com a cerveja "Cergal",  não podia haver outra marca nos bares do clube, o tipo dos torresmos trocava as rodas por grades de minis e assim sandocha de fiambre era uma miragem!
Quando a minha direcção cessou funções,uns quantos individos na assembleia geral quiseram dar-me um louvor pelos serviços prestados ao clube , mas, há sempre um "mas" nestas coisas, o dito louvor não seria entregue com muita pena de uns tantos porque a restante direcção se ia assenhorar também dos louros do dito louvor “manhosos"  :-).
Bons tempos aqueles com fugas à mistura do cemitério… mas isto são contos de outro vigário que ficam para outra oportunidade.

3 comentários:

Valdemar disse...

Em menor dimensão mas também fui Director durante cerca de quatro anos. Era um Clube de Café cá da Freguesia.
Passei tempos maravilhosos em convívios por muitos locais do País.
Equipas de Miúdis Séniores e Futebol de Salão.
Ajudou-me muito porque tinha deixado o álcool não havia muito.
Quando saí deixei cerca de 900 contos no Clube, infelizmente não demorou que acabasse o dinheiro esse uma grande parte foi emprestado e ainda bem ao Clube Federado da Terra.
Deves mais essa ao nosso Sporting por vos ter faciltado a vida, i mesmo é dizer que juntas-te o bom ao óptimo.
Um froet abraço e Viva o Sporting.
Acredito convictamente que vamos dar luta.

Fuzo de Agua Doce disse...

Belas foi uma Terra sossegada,onde comi várias vezes os famosos «fofos»,( agora em especial de manhã e á tarde é uma confusão no trânsito)era local de passagem e também de paragem, pois tinha uma central de águas ali perto, junto aos viveiros da Rosa Bacará, muito embora seja Conselho de Sintra foi montada e é Operada por Pessoal que foi do meu Sector.
Também tive uma Irmã aí a morar, e como nesse tempo eu ainda era sociável ia lá várias vezes.
E já que falas no Cemitério, tenho lá uma Tia e o único primo do lado do meu Pai enterrados.

Um abraço
Virgilio

lmdoliveira disse...

Valdemar, viva o Sporting e já agora a tua vitória sobre o álcool.
Virgílio, a minha referência ao cemitério não tem muito a ver com os mortos mas sim com os vivos. Amanhã conto a história, que meteu bruxedo o jornal T&Q e pedradas nos costados.
Abraço amigos