quinta-feira, 29 de julho de 2010

Zimbabwe

                                      Robert Gabriel Mugabe e os seus capangas  no seu "melhor"

5 comentários:

Valdemar disse...

Nunca fui com a cara nem com o modelo que ele dizia defender no tempo do Ian Smith.
Não serve.
Como tal não merece que perca tempo com ele a não ser dizer que é um ditador.
Como tal um Assassino em lara escala.

Fuzo de Agua Doce disse...

Diz-se que cada Povo tem o que merece, mas nós não fizemos nada para gramar ,Salazar, que nos deu cabo do «canastro»,Sócrates que nos deu cabo da carteira.
E assim também acho injusto para o Povo do Zimbábue gramar este ditador.
Um abraço
Virgilio

Geadas disse...

Antes havia o slogan "venha á Rodésia e visite as ruínas do Zimbabwe",após a independência inverteu-se o slogan para, "venha ao Zimbabwe e visite as ruínas da Rodésia". Como imigrante, que fui, naquele maravilhoso país conheço as ruínas do Zimbabwe que ficam a sul da cidade Fort Vitória. Ainda regressei a Portugal antes desse malvado Roberto ter chegado ao poder.

Piko disse...

Pois é caros amigos, este Robert Mugabe foi um "presente" que as nações Ocidentais da época "ofereceram" àquele povo rodesiano!
É curioso como se enganam para defender a continuidade do capitalismo, só que para tapar um buraco, não têm cuidado e qualquer bandido lhes serve! Não há exigência, nem ética e isto dá como resultado aquele povo ser martirizado durante décadas e a seguir "alguém terá de fechar a porta", como diz o nosso amigo Virgílio!
UM ABRAÇO!
PIKÓ

lmdoliveira disse...

A Rodésia no tempo do Ian Smith chegou a ser a maior exportadora de cereais e carne de toda a Africa.
Claro e o tipo era meio doido no entanto se tivessem feito a transição como na Africa do Sul não haveria a miséria que por lá prolifera . O Mugabe conseguiu fazer de um país prospero o país mais pobre do mundo verdade se diga que é galardão para pôr vaidoso qualquer estadista…