segunda-feira, 26 de julho de 2010

Zé do martelo

Grafite numa rua de Moscovo. Lá como cá, quando a coisa dá para o torto o revivalismo vem á tona. Há sempre a esperança do salvador da pátria do iluminado, nasça ele em Gori ou em S. Comba. Como diz o Valdemar, começa-se por dizer não e pode ser que nasça qualquer coisa que ilumine o fundo do túnel.

Sem comentários: