domingo, 25 de julho de 2010

Serra da Arrábida


1ª Várzea junto ás escarpas , onde a grumetagem recebia instrução de mato e de noite servia de caserna, tendo os calhaus a servir de colchão.


2ª Encosta junto ao convento , local,  quando havia oportunidade se ia "roubar"  água para acrescentar ao litro que se recebia por dia.

3ª Local onde o comando tinha o acampamento. Não tenho a certeza mas penso que foi aqui que o comandante Ribeiro Ferreira fez um levantamento de rancho.

4ª Casa onde nessa altura existia uma tasca e pela surra se comprava tabaco,  chouriço, tinto e casqueiro para melhorar a dieta de ração de combate.

1 comentário:

Fuzo de Agua Doce disse...

A memória do meu «disco cerebral» está com vírus, e não guardou tudo o que devia, mas recordo que foi a primeira vez que comi ração de combate, e foi num incêndio que andou por lá na serra quase uma semana, e a experiência da ração não foi grande coisa, de tal maneira que na companhia do Camarada Montijo, demos o salto e viemos a penantes até á Escola para encher a barriguinha, e devido á confusão que reinava por causa do incêndio que tinha sido causado pelo nosso pessoal que lá andava em instrução, não fomos castigados mas devolvidos á serra.
Um abraço
Virgilio