domingo, 30 de maio de 2010

Asno

Segundo o historiador alemão Gerhard Roth, o asno possivelmente era filho do seu avô. Para as beatas que fazem vigília junto da clínica em Lisboa contra o aborto, têm aqui um aliado de peso, o avô do dito, o gajo foi para o céu porque não mandou abortar a filha ou a nora e deixou vir a este mundo a maior aberração da natureza depois da inquisição, o menino Adolfo. Se Deus quiser vamo-nos encontrar todos no céu dos pardais mais dia menos dia e vamos todos  agradecer ao avô a dádiva divina que nos deixou.

Sem comentários: