sábado, 24 de abril de 2010

passar há história

Esta semana ,mais precisamente no dia 22 celebrou-se o nascimento há 140 anos , em Simbirsk , de Vladimir Ilitch Uliánov, que tempos mais tarde mandou às urtigas o Uliánov e colocou no seu lugar Lenine.
Não há muitos anos meio mundo comemorava a data se não com pompa pelo menos com fervor revolucionário, agora nem o PCP faz qualquer referencia ao seu "Messias", é o costume de bestial a besta é um instante, sessenta anitos e acabou-se o educador da classe operaria, ingratos...


2 comentários:

Piko disse...

Percebo perfeitamente a data e o sentido que o amigo Oliveira quer dar por ser conhecido o resultado final, de uma revolução de Outubro de 1917 que na altura abalou o mundo inteiro e fez tremer as burguesias e o sistema feudal reinante na Rússia dos Czares!
Não devemos ter medo das palavras e se formos honestos devemos dizer que não foi nada bom para todos os que são vítimas da exploração capitalista e sem regras, o "desastre" político que se propunha acabar com a exploração do homem pelo homem...
Assim o que sabemos e a conclusão é que continua a ser uma utopia...
Quanto à figura de Lenine o que se sabe é que foi um dos grandes impulsionadores da revolução bolchevique ( que quererá dizer maioria ) e que morreu bem cedo, penso que em 1923!
Depois de morto não será justo criticá-lo pelo descalabro político futuro na Rússia, a exemplo do que se tem passado em outros países, como no nosso, por exemplo, em que não será correcto deitar culpas aos que fizeram a Revolução de Abril, só porque passados trinta e tal anos os governos democráticos sucessivos têm conduzido Portugal para uma situação financeira caótica.
VALMOS CULPAR O 25 DE ABRIL?
Oxalá que não, mas se a África do Sul vier a cair numa guerra violenta interna, vamos culpar MANDELA? Um homem que deu a todo o mundo exemplos de saber e humildade que nem na Europa conhecemos quem se lhe compare!
OLIVEIRA gostei do tema porque nos ajuda a afugentar essa terrível doença de Alzeimer, só pelo raciocínio que temos de fazer.
PIKÓ

Piko disse...

E já agora só para acrescentar que amanhã faz 36 anos que a Democracia plena substituiu a velha Ditadura retrógrada e a cair de podre e desgastada por todos os lados e daí, penso, que caiu ao mais leve empurrão, excepção para a Pide, que ficava em muitos maus lenções...
O 25 de Abril é não só uma data histórica, porque permitiu que pela primeira vez, homens e mulheres, passássemos a ser considerados gente, não só para trabalhar, mas agora com DIREITOS que nunca conhecêramos antes...
É claro que hoje o 25 de Abril oficial é uma fantochada e depois do 25 de Novembro deixou de ser popular e já sabemos porquê...
A ESPERANÇA NUNCA MORRE!
PIKÓ