quinta-feira, 22 de abril de 2010

o sono do justo

Bento XVI a bater uma sorna na hora de trabalho. No meu tempo de oficinas era o suficiente para despedimento com justa causa!

5 comentários:

Valdemar disse...

Estamos na presença do trabalhador mais feliz do mundo.
Sempre que acorda e olha para cima lá `vê o Patrão dele pregado na cruz.
Muito provávelmente lá em cima com o pó que anda nas Nuvens saído dos Cachecóis dos Benfiquistas, não consegue ver-se cá para baixo e saber o que se passa com o empregado.
Então será melhor avisá-lo:-
Gritando.
Ó CRISTO. ANDA CÁ ABAIXO VER ISTO.

A CORDA? JOÃO ACORDA?
Seguramente que não fui eu que a roubei.

Anónimo disse...

Ó Amigo Oliveira, o Homem não está a dormir, está a pensar como vai descalçar a bota dos pedófilos do seu rebanho.
Um abraço
Virgilio Miranda

Piko disse...

Como é possível?!
Esta foto que bem podia ser uma tela, diz-nos quase tudo!
Um homem que não perde o sono depois de dar cobertura a pedófilos, demonstra bem até que ponto vai a desfaçatez e a impunidade...
O ajudante do lado que deverá ter um dos cursos de teologia tão na moda, mais parece um dos lacaios que na nossa vida de labuta todos nós encontramos, quando ajustava a cadeira do chefe para este se sentar, ou tinha o cuidado de desdobrar a gola do casaco que se havia enrolado de forma pouco simétrica! Ah, e era sempre o mesmo, para não variar!...
Começamos a ficar fartos de tantos lacaios e que nada fazem de útil!
«VÃO MAS É TRABALHAR!»
PIKÓ

Valdemar disse...

Estamos na Presença do empregado mais feliz do Mundo, sempre que acorda e olha para cima vê o Patrão dele pregado na cruz.
2º- Não fosse o pó dos Cachecóis e Bonés dos Benfiquistas terem criado aquelas nuvens de pó que invializou o levantamento dos Aviões e Cristo teria visto o Sujeito a dormir e, a esta hora o Senhor estaria despedido.
Aí bem de contrário entraria na bancarrota.
Mas o Chefe não dorme. Descansa.
Apetece mesmo grita.
Ó Cristo anda cá abaixo para ver isto!!!!
Isto é que vai uma crise.

Artur/Leiria disse...

Seus ’incredibles` injustos!
Não tendes dó nem piedade
Cortam na casaca do pobre
Tenham juízo, já têm idade
Deixem o espírito da maldade
Substituam-no por um nobre.

Um homem dorme porque tem sono
Come também porque tem fome
Claro que gasta porque tem abono
Não vamos deixa-lo ao abandono
Isso fazia-nos um abalo enorme