domingo, 28 de março de 2010

Progresso

No lugar do defunto Hotel edificaram este condomínio. Em estética este, não ficou muito melhor que o primeiro, foi substituir um big caixote por cinco mais pequenos. Com certeza que o mal é meu, pois os Arquitectos estão a anos luz dos patos bravos, que em tarde soalheira se põem a olhar para a obra de arte como burros a olhar para o sol... será??


Na foto o Hotel Estoril Sol que foi eclodido à algum tempo.



6 comentários:

Anónimo disse...

Amigo Oliveira
Quem sou eu para dizer se essa coisa que construíram no lugar do morto é ou não bonito, para mim ignorante em estéticas digo que preferia ter o defunto que o nasceu no seu lugar, até por motivos sentimentais, pois ao antigo fui lá várias vezes transportar aquela maluca Americana para quem trabalhei e que contei a história no meu Blogue. Eu faço ideia o dia bonito que esteve hoje o pessoal que andou por esses lados, eu há muito que ao Domingo não me atrevo a ir para esses lados, a ultima vez que fui para os lados do Guincho estava a ver que tinha de dormir por lá.
Um abraço
Virgilio Miranda

Piko disse...

MEUS AMIGOS:

Como fui tão feliz no hotel Estoril Sol em meados dos anos oitenta!
Na ocasião estive alguns dias na Standard Electric a obter informação técnica de centrais telefónicas e se a memória não me falha do hotel via-se perfeitamente o ALBATROZ que creio ainda existirá!
Foi muito bom recordar!
Fico agradecido!
PIKÓ

lmdoliveira disse...

Virgílio meu amigo, isso aconteceu porque não larga o carrinho, estaciona em S.do Estoril e vai a autobutes até à dita Boca do Inferno e volta.
Falando mais a sério, só lhe posso dizer que está excelente o passeio Marítimo e até pode dividir a passeata no Santini com um dos melhores gelados que existem!
Abraço

lmdoliveira disse...

PIKÓ, ficar no Estoril Sol não era para todos. Nessa altura o dono do dito ainda era o Teodoro das malas, nos anos noventa é que o Stanley Ho comprou o grupo.
o Albatroz ainda lá está, de perfeita saúde, foi remodelado e é o ex libris de Cascais apesar dos outros, cinco estrelas que por lá proliferam.
Abraço

Anónimo disse...

Amigo Oliveira
Vou-lhe contar um segredo: todos os dias faça chuva ou faça sol, cá o rapaz faz cerca de cinco quilómetros a pé, tenho um conta passos que me diz a distancia percorrida, mas normalmente ando por aqui na zona de Porto Salvo, que diga-se está completamente esquecida pela Autarquia, passeios não há e uma pessoa está sempre sujeita a atropelar algum automóvel mais distraído, pelo jeito a «massa» foi toda gasta no passeio marítimo do conselho que está jeitoso, e não sobrou nada para aqui.No Conselho de Cascais só conheço o passeio que vai da Gandarinha até ao Guincho.
Para a Boca do Inferno vou várias vezes, mas é para a pesca com o meu neto mais velho quando ele está de férias, estou á espera que o tempo melhore para ir até lá.
Um abraço
Virgilio Miranda

lmdoliveira disse...

Pois é verdade Porto Salvo está um pouco abandonado, boa terra onde eu em puto ia armar ao bisgo aos Tentelhões e Verdelhões.
Vou fazer uma peuqena montagem com duas fotos do passeio maritimo do Estoril para o meu amigo ver.