domingo, 13 de dezembro de 2009

Jean Gabin, Parque Oceano, lembradura


Recordo o Gabin a ocupar o ecrã do cinema Parque Oceano aqui na Parede, o tecto era o céu,
uma coxia custava 3 paus, roía-se fava rica da Maria dos bolos e pela surra enviava-se umas quantas laranjas direitas ao polícia de serviço que normalmente era o aguardente. Já agora, os citrinos eram gamados numa quinta mesmo ao lado do cinema e que pertenciam a uma personagem castiça cá da terra que tinha por alcunha “ferr'ó Bico”, negociava com as ditas e era camarada da faina da pesca de um tio meu de seu nome Zé da Bateira!!

Sem comentários: