sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

o direito à indepêndencia é como o direito à vida!



Esta ex. praça aqui com dois guias. Esta gente foi abandonada à sua sorte pelo estado português, após a indepêndencia veio a vingança do novo poder e muitos fizeram as malas como é uso dizer-se. Na foto o da direita tal não aconteceu, pois constava que tinha dado à sola para o lado da frelimo "fez ele se não bem"!
Não sei de quem é a culpa da descolonização mal amanhada feita às três pancadas se do botas (Salazar) se dos negociadores do governo da altura (Mário Soares Almeida Santos), se do longo braço (PCP) da URSS, o que eu sei é que muitos "Vasconcelos" foram desta para pior.
Na minha ultima estada em Moçambique uma alta patente militar confessava-me que a independência de Moçambique deveria ter tido uma transição 6 a 8 anos, todos teriam ganho com essa medida, as centenas de milhares de mortos e estropiados da guerra civil teriam sido evitados, e os recursos teriam sido empregues no desenvolvimento.
Para que não haja mal entendidos aqui deixo à laia de manifesto; Moçambique é dos moçambicanos livre una e independente!

Sem comentários: