quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Maputo rua do crime

Rua Araujo, nos anos sessenta e setenta era o maior fornecedor de "esquefes" das forças armadas em Moçambique

4 comentários:

«16429 - TINTINAINE» disse...

Esquefes, escarepes,e outros que tais!
O Meco que o diga, que quase lá deixava a ferramenta!

oliveira disse...

tintinaine, lindo lindo era os filhos da escola a "ganirem" com dores e srg. da botica a enfiar-lhes penicilina de 16 milhões de unidades nas nalgas sem dó nem piedade!

artur.leiria disse...

O MECO E A GAITA!
Bem se vê que vocês sabem bem dessas “Gonorreias”. Pobre Meco sempre com o pepino na mão! Parece-me que tomou os ANTI-todos, era a lina a cina e não sei que mais, sempre em doses de cavalo! Pensei muitas vezes que este escola iria ficar marcado para a vida, mas afinal temos homem, pelo menos assim parece, vivinho da costa!...

oliveira disse...

quantos não foram ao corte da banana. o frasco do sabãozinho profilático ficava no cacifo, era sempre prego a fundo, depois não havia segmentos e pistões novos, era até sair fumo preto pelo escape, que é como quem diz borravam-se todos.